sábado, 8 de agosto de 2009

Meu canto

Poema e foto: Graça Campos
Canto de Amor
Eu canto as melodias suaves
Que surgem de recantos
Anunciando inusitados tons
E alcançam ouvidos caçadores de meus eus
Percorrem esquinas do meu pensamento
Buscam cores avivadas, já não tímidas,
Espalham qual fumaça, atingem os espaços, contornam os quatro ventos
Angulares tornam-se aguçadas breve,
E se permitem ecoar
Pedaços do meu coração
Que só aprendeu amar
Não se perca nenhum som
Nem se alastre por aí desafinado
Recolho cantorias em frascos de cristais
Fragrâncias puras, purinhas
Apanhadas pelos campos
Da mais íntima emoção
Musicista amor...


Todos os direitos reservados ao autor. Não autorizada cópia. Indique a leitura através deste blog: http:gracacampos.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário