sábado, 8 de agosto de 2009

Onde andará?




Graça Campos

Chegou de mansinho sem pedir licença
Planos traçados de felicidade
E no ápice dos sonhos, avalanche o levou...
Tudo agora é passado!

E veio a dor, da mesma forma que surgiu
Essa outra, descarada nem se atenta
A que causa abraça e sai assim causar descrença
Destinação de corações magoados...

Onde andará?
Só restam-me lembranças...
Por que morrer a esperança?
Vida / morte, morta vida!

Amanhece, anoitece, outro dia aparece
Eu sei que não virá... Eu sei...
Você que me pediu amor e devolveu apenas

SAUDADES...


Graça Campos
Todos os direitos reservados ao autor. Não autorizada cópia. Indique a leitura através deste blog: http:gracacampos.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário