sábado, 22 de agosto de 2009

RAÍZES

Foto: Luciana Campos

Qual pintura a doce poeta fala-nos de bravura
Em homenagem à mulher guerreira.
Mulher, simplesmente mulher...

Um canto ressoa no universo das palavras...
Das palavras adornadas pelo som canoro e um cheiro cítrico
Delicioso, naturalmente, mulher...

Uma mistura de tons descortina-se
Transparecendo a nudez de tal linhagem
Perfazendo o caminhar de todas as mulheres...

Mergulha nesse dom e pelas matas se adentra
Personifica-se, reconhece;
Conhece e volta.

Traz-nos à tona, dos tambores o som, natureza e filhos...
Filha da floresta!... Mulher Indígena!
De maquiagem ideal!

Idealiza, defende, realiza...
Qual pintura estará pintada em face...
Faz-se FESTA!...


Graça Campos (em 13/ 03/ 07)
Poema de Homenagem à “Canção para Eliane Potiguara“ por Clevane Pessoa em 08/ 03/ 07 Belo Horizonte, MG
Todos os direitos reservados ao autor. Não autorizada cópia. Indique a leitura através deste blog: http://gracacampos.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário