sábado, 15 de agosto de 2009

Tranças


Poema e tela : Graça Campos


Teço fios e cordas
E o emaranhado dos cabelos
Na dança dos ventos
Teço meus pensamentos
E busco entrelaçadas formas de criar.

Cato a natureza já desfeita
Na secura do tempo
Apanho arestas e olho pelas frestas

Um trançado...

Busco a quietude
Da raiz às pontas de minh’alma
Vejo arranjos perfazerem esteiras
Que se moldam em balaios mil...

Trago taboa do pântano
Junto pedaços de lida
E já me esbanjam idéias

Vêm a surgir, um por um,
Utensílios, abajours;
Trechos do caminhar
Olhados com paciência

Adornos de bem viver
Distintos, aparentes.
Hábeis mãos em desafio
Fios se vestem de Paz...

Abençoado trançado!



Graça Campos
Todos os direitos reservados ao autor. Não autorizada cópia. Indique a leitura através deste blog: http://gracacampos.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário