segunda-feira, 22 de março de 2010

Aos atores LEO LEO




Leos, queridos:
Não foi por acaso que vocês nasceram gêmeos. Quando Deus permitiu que viessem juntos dois meninos, com certeza, a dose dupla dessa originalidade geraria sucesso nos compromissos assumidos.
Juro que me emocionam todas as vezes que ouço as suas histórias e /ou assisto às peças de teatro quando essas duas “crianças” inspiradas que usam asas enormes, transpiram cultura, preservam tesouros em suas sensíveis e fortes personagens... Que contagiam e fertilizam a imaginação de quem os vê no palco e eu simplesmente viajo.
Aos poetas, esses cantam versos e encantam o mundo... Falam verdades nas entrelinhas e rasgam o verbo, se preciso.
As minúcias preciosas representadas nos palcos acendem o fogo sagrado, nutrindo a alma humana.
Aposto, Leos, quando as personagens vão dormir, sonham agradecidas. Umas choram de felicidade, outras riem de felicidade também.
Assim os meninos alados, talento, cultura e arte vão aos quatro cantos do mundo levando a própria vivência... Os meninos – homens do teatro, do cinema, da poesia, da soma de todas as artes, representadas por vocês em cada encontro maneiro de ser...

Parabéns, Leos! Leonildo e Leosino.
Estou orgulhosa de vocês!

Graça Campos
Poetisa, artista plástica e professora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário