segunda-feira, 19 de abril de 2010

Poema presente...


Cláudio Márcio Barbosa e eu recebemos esse maravilhoso presente de aniversário.

Aos meus amigos, congratulações pela idade nova

Esperei o dia amanhecer, para lhes dar parabéns
e bendizer os úteros onde foram gerados
numa singular e perfeita alquimia ...
Benditas suas mães, meus amigos,
que carregaram tal encantado peso,
durante a gestação.
Todos os anjos disseram Amém quando nasceram,
frutos saudáveis , de poética destinação:
acho que quando balbuciavam, já diziam a linguagem perdida,
essa angelical e bela,
que hoje não mais se pode decodificar nem imitar
exceto quando se nasce poeta!
E vocês o são!

Clevane Pessoa de Araújo Lopes, com um grande abraço para cada um dos diletos amigos!

Belo Horizonte, 18 de abril de 2010.

Um comentário:

  1. Apenas umas palavras, Clevane:
    É imensa a minha alegria de ter conhecido essa pessoa amiga, sincera, que está sempre, sempre me apoiando, divulgando meus trabalhos e se preocupando em conviver tão harmoniosa sem medir esforços para alegrar a vida de tantos...
    Que Deus a proteja e que seus passos continuem iluminados.
    Eterna gratidão e beijos de sua amigairmã,
    Graça.

    ResponderExcluir