quinta-feira, 4 de novembro de 2010

PAISAGEM URBANA


Imagem da web

De repente,
O céu se pinta de chumbo
E não me dá o tempo de ver
No horizonte,
O caminho de chuva
Trazendo os fios de prata

De repente,
Estou ilhada
Ilha de lata
Carro afogado
Indo embora
Na correnteza
Em plena via urbana

De repente,
Não se vê mais nada
Nem céu, nem rua,
Nem prédios, nem gente,
Nem nada
A paisagem se foi...



Graça Campos, 01/11/2010.
CAMPOS, Graça. Poema. PAISAGEM URBANA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário