terça-feira, 7 de dezembro de 2010

NATAL DE LUZ

Imagem da web


Doce lembrança de uma canção
Que ficou para sempre...

Dezembro de ar festivo
Novo sentido de ver
A cidade brilha nos passos
Que se apressam para o abraço
E os olhos buscam incessantes
Afetuosos abrigos
Criaturas angelicais pousam nos galhos das árvores
Entre o verde dos pinheiros e os alvos flocos de neve
Frutos dos céus cintilantes...

Nas ruas e avenidas, nas aldeias e nos campos,
Ouvem-se em ressonância anúncios de vozes santas
E as cantigas mais delicadas acertam os corações
Estrelas cortam o espaço, aproximam-se. Cadentes...
Quanta Luz! Guirlandas e lindas velas! Tudo reluz!

Na lareira, o fogo sagrado aquece os pés da esperança
A canção atiça na memória, labaredas da fraternidade
Na imagem-tela divina em tons do amor maior
Envolto em simples tecido, Deus Menino! Esplendor!

Tocam sinos! Alegria! Grande festa!
Minha alma criança agradece
E em fervorosa prece pronuncia:

Jesus amado!
Ilumina este mundo que padece
Dá-nos força de seguir os teus exemplos
Nosso Mestre!
Vem renascer nas paredes e nos tetos
Das almas carentes de tua luz
Vem, Jesus,
Renascer  a realeza
Do caminho da paz que traduz
O saber, ciente harmonia
Dá-nos clareza e discernimento
Simplicidade em nossa vivência
Neste Natal acompanhe os presentes
A tessitura dos mais nobres sentimentos
Dourado amor e purificado incenso
Da mirra, o aroma entendimento
Ao mundo, olhos de ver
Que somos irmãos


E a canção será para sempre
Amor, esperança e luz!...

“Natal, Natal das crianças.
Natal da noite de luz
Natal da estrebaria
Natal do Menino Jesus...”



Imagem da web



Graça Campos, 06/12/2010.
CAMPOS, Graça. Poema. NATAL DE LUZ.

6 comentários:

  1. Oi Graça, vim te ler. E dei com este suave poema de Natal, daqueles do nosssos tempos, cheios de sonhos, um medinho lá no fundo de nada ganhar, os corações aos pulos de tanta felicidade, sem se saber por quê, ou como dizes pelas LUZES. Muita Luz no teu Natal!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga Graça Campos,
    que presente lindo de Natal, estes belos versos,
    voce sempre especial em tudo, eu somente tenho que ser grata a sua distinta e nobre pessoa, desejando-lhe também um

    FELIZ NATAL

    Efigenia Coutinho

    ResponderExcluir
  3. belo poema, desses que resgata aqueles natais inocentes da infância. quanta saudade!

    aproveito para deixar meus votos de um 2011 próspero a toda essa família linda.

    feliz natal e ótimo ano novo.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Graça,

    Adoro o Natal...Já tive alguns Natais muito tristes, mas, desde que tive meus filhos, tenho tido muitas alegrias...Abraço e Boas Festas. Araceli

    ResponderExcluir
  5. Querida mana! O verdadeiro sentimento de natal é aquele que Jesus nos ensinou, a paz, o amor, a fraternidade, a paciência e outros tantos...
    Mana, parabéns por esta belíssima mensagem poética de natal! E você traduziu muito bem estes sentimentos através desta linda poesia.Que Deus a abençõe sempre. Beijos no coração. Mana Rosângela.

    ResponderExcluir
  6. Ô amei! Estou ensinando o sentido de natal verdadeiro pra Luna... Toda noite as cantigas de ninar são cantigas natalinas... neste mês de dezembro... heheheh!!! Beijos...

    ResponderExcluir