quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

MINAS, MUITAS MINAS...


óleo sobre tela Graça Campos 2009."Dimensões"



Minas...

Minas, muitas minas...
Ferramentas, mãos-de-obras
Suor, soar, suor...
Batidas
partidas
pedaços de pedras escorrem
da lida sofrida
bateias, peneiras, no fundo , no fundo
uma luz
a pedra reluz
em via nasce junto ao canto do rio
uma partitura
partida a cantoria brotou
na bica
no bico da mina
minando a sorte...

bebo da fonte a jorrar
cristalina
do que meu velho mineiro contou-me
ao pé do ouvido...

minas, muitas minas
minando
suor soar, cristais
pedras coloridas
vida, vida
mão amiga,

palavras

lavra ao pé do ouvido
história, muita história
de minas...


Graça Campos, 24/02/2010
Todos os direitos reservados ao autor. Indique a leitura deste blog.

LUA, LUA...



lua, lua

conto-te segredos
no escuro de meus medos
na quietude da noite desabafo em versos,
minha confidente...

vejo-te formosura
ouvidos atentos e sábios de ouvir
e guardas em súbito silenciar as confissões,
o pranto,
os devaneios todos
um a um...

lua clara, dançarina
só tu podes desvendar os meus suspiros
resguardá-los ao luar mantendo-os secretos...

lua clara, meia lua,
lua inteira ou fracionada
um manjar
dos namorados, seresteiros,
dos poetas e apaixonados

banha-me,
com tua luz prateada
com o teu mel

banha-me de inspiração,
jóia majestosa
dos aventureiros

busca-me em teu bailar
ensina-me a dançar
entrelaçando os sete véus...

Lua, lua...

Graça Campos, 24/02/2010.

Todos os direitos reservados ao autor. Indique a leitura deste blog.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

TRÊS GRAÇAS... TRÊS AMORES...


Pintura a óleo "ESPERA" Graça Campos




O vento soprou as sementes de Árias
Fecundas em Gracias
E germinaram as flores
Estrelas brilhantes...


“Yasmim” trouxe sorte e alegria
Amável, sensual e bela
Encheu de vida e de flores
O coração dos amantes


A segunda “Estrela Alva”
De olhos azuis nova graça
Emana vida e encanta
Musa coração ardente
Rosa rubra apaixonante
Coragem e adoração


E a terceira “Flor do Sol”
Estrela de minha vida
Luz feliz de um girassol,
Imponente e majestosa


Estrelas Gracias herdeiras
Plenitude de expressão
Três musas de primavera
Jubilosas e ternas
São três Graças companheiras
Artistas dadivosas
Filhas do Amor...
Inspiração!...


CAMPOS, Graça. Poema. Três Graças... Três Amores. 2009
Homenagem.

"REVERÊNCIA"


Foto: Graça Campos 2010.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Poema de Aniversário / 2008.

Poema Para Graça.

A graça escorre de dentro do self,liquefeita,
Banha o entorno, recria a luz,
arma o sorriso, direciona a mão.
Cores fulguram ,matizes eclodem ,
quais fogos de artifícios em mãos de criança.
Palavras se enroscam em arabescos barrocos
ou apenas viram folhas e pétalas.
Dize-que diz de si mesma, representa
a riqueza de seu mundo interior.

Graça, cercada de graças.
Nuvens grávidas de criatividade,
disfarçam-se esparsas.
Vai chover .
Muita novidade começa a acontecer,
quando pinta,canta ou escreve.
E gosta mesmo é de dançar, de alma leve,
olhos profundos e sorridentes.


Clevane Pessoa de Araújo Lopes, com desejos de felicidades nos tapetes de pétalas que perfumam seus caminhos.


Este poema é dedicado à Graça Campos, pelo seu aniversário em 2008. Está em www.poetaspoesiaepaz.blogspot.com/

Todos os direitos reservados ao autor. Leia-o neste blog ou em www.poetaspoesiaepaz.blogspot.com

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

" PAZ "




PAZ

Clarão radiante que inunda enchente que deságua em ondas imensa nuvem...
Flocos solventes de pura leveza!
Afaga a ânsia, acorda o silêncio em mover-se manso
Andar macio, ao doar o colo, se faz presente, quando é mister.
Espumas naturais contornando conchas em colar de pérolas... De amor!
Plumas ao vento cortejando os ares.


Paz que caminha altiva, e se faz convicta de um viver festivo
Resguardo do renegado, que se perde ao relento, atento à essência criadora
Gigantesca nave a singrar de norte a sul.
Pássaro liberto, decifrando espaços, levando mensagens de sinais divinos...
Sono criança no embalar dos braços do abraço
Ninho aquecido, sonoros chilreios! Sensatez!
Ombro aconchegante, encorajador! Fronte amparada!

Sono profundo, sonhos dourados encaracolados de entendimento...
Ideais ascendem, sem temor da queda e preconizam vitórias!
Voo confiante de peito aberto tocante...
Minúscula gota onde repousa esperança de orvalho
PAZ de todas as cores, arco-íris,espaço e tempo real
Toque sutil que ressoa no âmago, em cuidados com os sobressaltos...
Acorda os corações em tênue ritmo, estreitando laços , amenizando palpitações do
Coração do mundo...
Paz de matizes suaves, mil flores, aromas; transformação paciente, contínua renovação!
Branca pomba! Encomendas alvas; também vermelhas a pulsar o fio da vida!
Tantas verdes, viçosas saudando a esperança curadora...
LUZ que contagia o firmamento, os ideais sonhados do viver consciente!
Paz!! Causa distinta, conciliação recôndita, delicadeza de alma, compaixão, irradiando compreensão...

Perceptivos sussurros angelicais! Eco tangente em notas nítidas; sossego no coração...
Intuitivo cenário de flor desabrochando, lírio do campo despreocupado
Trilhar tranqüilo colhedor de laboriosas conquistas
Regato cristalino no seu curso a banhar caminhos
Doçura no olhar, visão silenciosa e colorida voz, mudez tradutora de qualquer palavra!
O som da própria voz, coragem do desprendimento, receptividade!
Certeza do retorno a casa, do portal que se abre; do perdão...
Riso gostoso, farto; comemoração!
Olho no olho sem julgamento... Segredo revelado, o querer bem, só o bem!
Evolução! Nem inveja nem cobiça!
Ser feliz pelo outro, ser contente consigo, bastar-se e dar o fora à ganância!
Acreditar na esperança, ser simples, humano! Ser mais filho (a) cada dia,
Deixar de lado manias e rever novos talentos...
É o céu e o mar... É sombra que refresca, é água que sacia
É terra firme. É brilho de estrela. É calor de estrebaria!
Paz, de ciranda inocente, de simplesmente viver!
Paz, de rever o passado, de sentir saudade e estar certo de que o dia valeu!
PAZ aos homens de boa vontade! Na Terra, nos Céus...Sempre!
O hoje será o amanhã!


Graça Campos/ Belo Horizonte, 11/04/2009.
Todos os direitos reservados ao autor.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

COR de ROSA


Pintura a óleo Graça Campos 2010.

Hilariantes tons do mundo cor de rosa
Rosas do gênero
Cheiro de flor menina
Da cor dos lábios e do gineceu
Pétalas delicadas
Em banhos de perfume
Rosas despetaladas lençóis dos amantes
Rosas que coroam as frontes das nubentes
Rosas do amor das deusas,
E das puras madonas
Rosas de Isis
Dos buquês das noivas
Dos enamorados
Do Amor...


Autora: Graça Campos.

Todos os direitos reservados ao autor.

EVOLUÇÃO...

A criatura que se vê
Se vê com olhares ternos
Acolhedores, compreensivos
Sem julgamento
O semelhante abraça
O peito aberto encoraja e ama

Evolução só haverá
Se conquistado for o caminhar
Trilhas árduas emanem paz equilibrada
Iluminadas sejam as invisíveis moradas
Corações humanos...

Autora: Graça Campos.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

UMA LÁGRIMA...


Imagem do Google


Uma lágrima cristal camaleão
Toma o tom da face
Que oferece a cor do alento
Uma só que surge no canto dos olhos
Como conta-gotas
Cantarolando um enredo
Pérola não meramente jogada
Simplesmente desliza
E desenrola muito mais que apenas emoção...
Lágrima, lágrima
Cristal furta-cor
Não é de sangue, nem dor
Nem de uma coisa qualquer...

É lágrima Oceano
Escudo
Do próprio AMOR!


Graça Campos 06/02/2010.


Todos os direitos reservados ao autor. Não autorizada cópia. Indique a leitura deste blog.