terça-feira, 29 de junho de 2010

A Cia de Teatro LeoLeo apresenta a comédia caipira:



Caros amigos,

A Cia de Teatro LeoLeo apresenta a comédia caipira:
TREM DE MINAS
VALORIZANDO A NOSSA CULTURA



Oi, pessoá!


O "TREM DE MINAS" vai sê lá na Sala Juvenal Dias, Palácio das Artes.


Ê trem bão é uma prosa animada à beira do fogão à lenha, sô! É mineiridade purinha!
Trem de Minas é uma comédia que apresenta costumes e tradições, linguagens e trejeitos da nossa gente, por meio de vários personagens da nossa cultura. É um trem bão demais da conta, uai!
Ispia só!

E corre dipressa pra pegá o seu ingresso, sô!

Dias 09 e 10 de julho de 2010 – (SEXTA e SÁB. às 20h30)
Classificação: Livre
Texto: Leo (Leonildo) e Leo (Leosino)
Direção e atuação: Leo e Leo
Duração: 70 minutos
Ingressos: No Teatro - Inteira: R$30,00 e Meia: R$15,00


Antecipados: com Leo e Leo pelos telefones:
(31) 9950-3617 (31) 9950-3617 e 9673-1508

Local:
SALA JUVENAL DIAS (PALÁCIO DAS ARTES):

Av Afonso Pena, 1537 - Centro - BH/MG


Trajetória: Leo e Leo, gêmeos, da cidade histórica de Serro-MG, escritores, poetas, diretores e atores, com 15 livros editados, dez peças produzidas e apresentadas em várias cidades de MG, BA, ES e SP, um curta gravado no RS, Dois Coveiros – Curta, 35mm, 13 minutos, selecionado nos seguintes festivais e mostras: Mostra Gaúcha do 36º Festival de Gramado/2008; 19º Festival Internacional de Curtas de SP/2008 (ago/08); 3ª Mostra do Curta Fantástico de São Paulo, de 11 a 16/11/08; Festival do Filme Livre do Rio de Janeiro, 22 de abril de 2009, CCBB Centro Cultural Banco do Brasil-RJ; Mostra do Curta nas Telas de Porto Alegre-RS, abril de 2009; Cineport Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa, em João Pessoa-PB, maio/2009; Festival de Cinema Guarnicê, em São Luís-MA, de 17 a 21 de junho de 2009; Festival Câmera Mundo, de Rotterdam/Holanda, 26 a 28 de junho de 2009, também participaram da Campanha de Popularização do Teatro de Belo Horizonte, em 2008, com a comédia Doidos Demais.

Confirme os ingressos pelos contatos abaixo:

leoleoteatro@yahoo.com.br e leolivros@hotmail.com
www.leoleo.com.br
31 9673-1508 31 9673-1508 e 9950-3617(Leo e Leo)
INTÉ...

terça-feira, 22 de junho de 2010

UM ABRAÇO SOLIDÁRIO AOS "LEVANTADOS DO CHÃO"

"Conheces o nome que deram, não conheces o nome que tens". "Livro das Evidências" in "Todos os Nomes"


Há na memória um rio onde navegam
Os barcos da infância, em arcadas
De ramos inquietos que despregam
Sobre as águas as folhas recurvadas.

Há um bater de remos compassado
No silêncio da lisa madrugada,
Ondas brancas se afastam para o lado
Com o rumor da seda amarrotada.

Há um nascer do sol no sítio exacto,
À hora que mais conta duma vida,
Um acordar dos olhos e do tacto,
Um ansiar de sede inextinguida.

Há um retrato de água e de quebranto
Que do fundo rompeu desta memória,
E tudo quanto é rio abre no canto
Que conta do retrato a velha história.

JOSÉ SARAMAGO
"De "POEMAS POSSÍVEIS", Editorial CAMINHO, 1981.




"O poeta se foi, fará poesias, escreverá suas obras em espaços que divulgam a real vivência ... O eterno saber"...
Graça Campos , Belo Horizonte, 22/06/2010.



Publicado em:

http://arferlandia.blogspot.com/2010/06/um-abraco-solidario-aos-levantados-do.html

http://www.gracacampos.blospot.com/

segunda-feira, 21 de junho de 2010

MG Poeta Del Mundo



DESEJO de PAZ

Coração cria o bem
Serena / mente
Estrutura emoções
Transpondo o curso do egoísmo
Em ações de LUZ!

P az universal
A mor entre os seres
Z elo pelo irmão

Pequenos gestos cuidadosos
Operam milagres
E m todo o planeta
Solidariedade
Igualdade
Amor...

P az nas águas, nos solos, nas inteligências
A brigo da mansidão dos corações
Zênite... Sagrado instante!...


Graça Campos Belo Horizonte, 10/03/2010.



http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=5979

CONVITE CINE MÚSICA FESTIVAL




Cine Música Festival
A Produtora e roteirista Cristiane Bahia, juntamente com Samuel Bahia convidam a todos para o Cine Música Festival, que acontecerá no próximo dia 30, quarta-feira, às 20h, no Teatro do Clube dos Oficiais - DI (bairro Prado).

O objetivo do show é arrecadar o valor necessário para que um curta-metragem possa ser produzido. Esse filme participa da Campanha em Defesa da Vida, desmotivando a prática do suicídio, que já é considerado assunto de saúde pública.

Vamos apoiar essa Campanha pela Vida, participando e divulgando o evento neste próximo dia 30/06.
Encontro todos vocês lá!

Contato:
Cristiane Bahia
3309-3617 / 8606-8815 (Vivo)


Esperamos por você!

Orquídeas

Imagem do Google


Exóticas pétalas macias e belas
Sensuais dão colorido às serras
Sonhos que se agarram em outros sonhos
Na ânsia do viver de cada espécie

Das variadas cores saltam
Sorrisos e sopros perfumados
A clássica nuance que fascina
Pela delicadeza de detalhes
Entre o rosa e lilás
Vem no seu simbolismo
Trazer sorte

Orquídeas, damas afrodisíacas
Inspiram paz e harmonia
Pelos ares...


Graça Campos, 18/06/2010.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Praça da Liberdade

Imagem do Google
Coração da cidade
Entre ecléticos estilos
Caminhadas e encontros
Modernidade

Mas lá estão as palmeiras
Imperiais
Um olhar na tradição

Sento no banco da praça...

Versos saltam do coreto e da fonte luminosa
Sinto o cheiro das folhagens que me assaltam
Estou cercada de prédios, de edifícios famosos

Liberdade, liberdade...
Imaginar as montanhas
Na poesia concreta,
Das linhas do “Niemeyer”

Graça Campos
Belo Horizonte, 17/06/2010.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Minhas lindas bailarinas

Foto Destaque no Banco do Planeta

"DANÇAR"

Eu louvo a Dança, pois ela liberta as pessoas das coisas, unindo os dispersos em comunidade.
Eu louvo a Dança que requer muito empenho, que fortalece a saúde,
o espírito iluminado, e transmite uma alma alada.
Dança é mudança do espaço, do tempo, do perigo contínuo de dissolver-se e tornar-se somente cérebro, vontade ou sentimentos.
A Dança requer o homem libertado, ondulando no equilíbrio das coisas.
Por isso eu louvo a Dança.
A Dança exige o homem todo, ancorado em seu centro, para que não se torne, pelos desejos desregrados, possesso de pessoas e coisas, arrancando-o da demonia de viver trancado em si mesmo.


Ó Homem, aprende a dançar!
Caso contrário, os anjos do céu não saberão o que fazer contigo."
Escrito por Santo Agostinho no Século IV

http://www.comunidadebancodoplaneta.com.br/photo/photo/listFeatured2xg_source=msg_feat_photo

sábado, 12 de junho de 2010

Enamorados


Foto: Karina Campos



Rosas rubras mensageiras
E os beijos quentes
Juras mais belas!

Enamorados, somos a soma da terna entrega
Troca de olhares, revelações
Que de tão nossas e transparentes
Serão do mundo, juras libertas
Quais borboletas
Sempre a buscar
O néctar
Os beijos
E o mel

Nós, beija-flores...


Pelo Dia dos Namorados
Graça Campos, 12/06/2010.

CAMPOS, Graça . Poema. Enamorados. Publicado no Mural dos Escritores. 2010.

Bola na rede

Imagem do Google


Nasce um guerreiro e em tenra idade
Já rola a bola em campo verde
Berço de craque que ora anônimo
Cheirando a palco da humanidade
Sua o peito, e sem camisa,
Driblando a vida,
Chuta descalço...

E no placar, seu sonho rola, rola a bola,
Mata no peito, defende a pátria,
"Garra" goleiro...

Zaga zagueiro, marca o ataque
Back atuante ginga com arte
E no celeiro, o campo verde,
Aquela várzea, hoje estádio,
Vê a torcida vibrante e rouca

Veste a camisa e ergue as faixas
Grita e aplaude o jogador

Final de jogo nem sempre ganho
No coração que bate forte
Só há certeza da emoção
A esperar um novo show

Bola na rede,
E é goooooooooooooooolll


Graça Campos, Belo Horizonte, 12/06/2010.


Publicado em
http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/bola-na-rede

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Arte perfeita?

Detalhe da pintura em tela que se encontra no catálogo do XIV Circuito Internacional de Arte Brasileira

2ª Etapa Museu Pablo Neruda - Isla Negra / Chile
Título: As Muitas Faces 2009

Graça Campos



Um texto pictórico, complexo, repleto de questões implícitas na subjetividade de cada observação, nas releituras onde se povoam sugestões, reestruturação tanto da óptica do artista, quanto do crítico em evolução.

Portanto, creio eu, uma obra de arte nunca está realmente “pronta”, e sim criada a partir de um contexto, assumida perante o momento da visão anterior, mas estruturada em valores.

A busca da perfeição é inerente aos dons artísticos culturais em suas habilidades em fases aliados à bagagem e momentos reais da humanidade.

Uma obra de arte pode, sim, estar perfeita para um, e imperfeita para outrem, quando se julga apenas pela linha da técnica ou do conhecimento que ressalvo relevante, mas nem sempre...

"Os quadros mais bonitos são aqueles com que sonhamos quando fumamos cachimbo na cama, mas que jamais pintamos. Mesmo assim devemos atacá-los por mais incompetentes que nos possamos sentir ante a perfeição indescritível, os gloriosos esplendores da natureza."
Van Gogh

As artes "traduzem o real,", mas traduzem o imaginário que é trazido para o real. O real será o concreto ou abstrato?
Uma de minhas dúvidas... rrrssss...
Assim, vão-se pintando os nossos sonhos e eles se transformando em verdades...

Verdades absolutas? Verdades de cada um...

A linguagem processada através de imagens é universal, transparente, pode ser lida e “entendida” em todos os idiomas no espaço das invenções e críticas.
As novas tecnologias e formas de expressões da arte devem ser vistas como meio à disposição da liberdade do artista, que se somam às técnicas e aos suportes tradicionais, para questionar o visível, convidar à exposição da impressão e expressão, dadas as ações.
Causar impacto é uma das linguagens universais.
As experimentações tornam-se riqueza de informações, as lições dos mestres ( Grandes Mestres da Pintura) são repletas de sentidos e sentimentos...

O fazer pensar, exercitar, excitar, refletir, descobrir o que esteve por detrás do branco ( material) invisível, uma história, que não havia sido registrada e com identificações no momento incrível das percepções.

Nos pincéis pululam entre pigmentos, tons e cores vibrantes da alma, atitudes que o próprio artista não havia percebido. A expressão de uma ideia gera infinitas ideias.
Atrair o pensamento e o sentimento , o novo , propor, ousar criar...

"As motivações e concepções que mais me instigam ao ato de criar são desenvolvidas nas idéias dos destinos “concretos” que, por vezes, mais nos parecem abstratos.

A verdadeira arte, acredito, transpõe a beleza e o encantamento dos momentos.

Atrair olhares para contribuir com a conscientização do papel essencial do ser humano reflexivo, ativo e pacífico, enquanto artista é a minha mais aguçante meta."

Graça Campos 08/06/2010.

sábado, 5 de junho de 2010

Reflexões e comemorações da vida no Planeta TERRA

Foto: Matheus Duarte Serra do Espinhaço Itambé MG. Brasil



05 de Junho
Dia da Ecologia Dia do meio Ambiente

E m minha grande morada
Com milhares convivências
O pera-se o milagre
L ei da vida
O s habitantes estão sentindo
G estos, ações e manifestos
I nda é hora de acordar
A ntes que não haja dia...

Meio Ambiente, minha casa, a rua onde moro, a cidade, o planeta...
Somando tudo: Água, terra, fogo e arrumar...

Arrumar a casa, onde habitamos aos milhões.
Bio Vida
"Respeitar as diferenças”
Todos têm o direito ao meio sadio, equilibrado, com boa qualidade, e é dever preservar e defender o que é de todos. Prestar contas dos bens.

É necessário rever certos conceitos.

A água que eu bebo, o caminho que piso, o alimento que me mantém forte e o ar que respiro, a beleza que posso admirar e, nesse contexto, a consciência do ser.
Ficar de olhos atentos, reconhecer.
Refletir, agir, esperar com esperança!
Aprender a conviver com uma nova postura diante das “questões”.
Pois, “há perigo na estrada”, atos inconsequentes...
Um ar obscuro, uma nuvem de fumaça a arder os nossos olhos,
um cheiro forte de podridão e um lamento ECOANDO...

É preciso educar-se...

Transformar o conhecer em mais saber...

Deixar o rio correr, ouvir a fonte sonora, entender que água canta, que o bicho chora no cativeiro, que as crias (crianças) querem colo.
Amar a vida, a própria, saber amar o outro, os tantos outros
...

A biodiversidade!

Amar a própria casa, esse mundão que, do espaço, se vê azul
para que ele possa ser da cor mais pura do amor.

Que a poesia, alma liberta, desenhe seus versos nos céus,
nas águas, nos solos, nas matas...
Que os olhos dos bichos vejam os dos homens e vice-versa...
Que os pássaros lá das alturas possam avistar um novo semblante, sem temor!

Às dezenas de animaizinhos que visitam meu jardim, beijando flores,
e aos outros passarinhos, que continuem a acordar-me com seus cantares,
verdadeira orquestra sinfônica naturalíssima.
Ao esquilinho que pulou de galho em galho, assustadinho, e não mais voltou, aos morcegos saboreando a fruta da Schefflera, as corujas me ensinando a constância da observação, as borboletas com suas lições da transformação, aos gatos fujões que fazem ronda, e à coelhinha Dengosa, Pet de minha doce netinha...

Sejam louvadas, criaturas!

Reencontrem seus ninhos e o alimento de cada dia, outra lição dos pássaros.

Reflexões e comemorações da vida no Planeta TERRA
Graça Campos, 05/06/2010.
Artista plástica poetisa e professora.


Publicado em
http://nlusofonia.blogspot.com/2010/06/reflexoes-e-comemoracoes-da-vida-no.html