sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Paisagem de Inverno

Imagem da web

Lá bem no alto a nuvem saliente
Desmancha em flocos, move-se lentamente
Dispersa chuva de algodão
E um vento gelado, resfria minha alma
Na paisagem, tímido raio de sol...

Por onde anda o viçoso verde?
Acompanhando as flores nos seus sonhos?
Ah, profundamente estão a ressonar!
Em tempo certo voltam a reinar...

Os galhos secos da vegetação
Na invasão das cores mais sombrias
Cobertas da friagem da estação
Renderam se, na certa, à magia...

E nas lembranças de uma euforia
Uma cor cinza brota no momento
Tecida de saudades...

Busco o aconchego em outra cor mais viva
Ao pé do fogo, viajo em labareda
Lá fora, sonham os grandes bonecos
Feitos no chão de gelo
Contraste natural que dá beleza
E aguça o cheiro amadeirado da fogueira
Nas frias madrugadas, beijos quentes
E um doce despertar de amar
Nas manhãs brancas...


Graça Campos, 25/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário