quinta-feira, 26 de julho de 2012

VISITA ILUSTRE




Havia sempre um bando de andorinhas
Um alvoroço!
Penduravam nos fios
No beiral dos telhados
E, quando revoavam,
Ninguém ficava sem olhar para o céu...


Havia segredos,
Mas não eram revelados
Apenas uma delas foi cochichar com o sino...
O segredo?

A cidade se escandalizou...


Havia uma viagem,
Havia muitas igrejas,
Muito turista...


Havia olhares e ouvidos atentos
Não era um segredo,
Não eram andorinhas...


Havia silêncio...
Um sino calado,
Não era segredo!

Em visita ao sino
Um ilustre pombinho
Sinal abençoado!








Graça Campos, 22/07/2012.  2:43 h.
CAMPOS, Graça. Poema. VISITA ILUSTRE.

Foto de Karina Campos / Fev/2012
(Sino da Igreja do Rosário) Serro -MG.






Nenhum comentário:

Postar um comentário