sexta-feira, 27 de setembro de 2013

ANJOS de LUZ





ANJOS de LUZ,
Estendei vossas mãos sobre o manto da Terra
À certeza do bem, acentuai vossas auras
Diante das sombras da noite e do dia...



Anjos de paz!
Protegei a pureza, inocência da infância,
Resgatai a ternura da criança perdida
Iluminai nossos passos nas horas fugidias
Fortificai a nossa esperança!




Anjos tão belos!
Conduzi os humanos à condição do amor,
Seres de luz das estrelas do alto
De brilho e perfume, pétalas da alma,
Acalmai os caminhos, serenai sobressaltos
Pois a vida feliz é de quem é singelo.


Elos!


Anjos divinos!
Entre liras e harpas
Cantigas suaves aos nossos ouvidos
Amparai nossas vidas de tantos augúrios
Daí firmeza nas trilhas sofridas
Abrandai esse mundo que anda escuro!



Vinde em gotas de amor pelos céus entre os astros,
No luar prateado, em chuva de flores
Melodia e ternura entre arranjos misturem
Ao coração da gente, a fé perdure...




Graça Campos, 26/09/2013.
CAMPOS, Graça. Poema. ANJOS de LUZ.





Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário