terça-feira, 5 de novembro de 2013

SINGRANDO A VIDA



Venho de antes do antes
e sigo à procura incessante de agora
Tenho lembranças tão raras
de canções  operantes
do que me trazem as eras...

A palavra incita, incendeia
Acalma,arrasa, recupera 
entre o caos e o sim...

Há quem veja e não julgue
Há o que flui e urge
Depois era antes,
o espelho da espera
Doçura e amargura da conjugação...

E o tempo foi temporal
E o vento, brisa vital
E o dia e noite, cada qual,
Semente,
 Recriação...

Asas e sonhos de liberdade
singrando a vida
simples/mente...


CAMPOS, Graça. Poema. 
05/11/2013.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário