sábado, 20 de julho de 2013

INVERNO

 


Estação da elegância!
Armários remexidos...
Um cachecol daqui, um sobretudo ali.
O tempo esfria,
arrepia...
Encena “paradoxos”!
Aquece, alivia,
resfria...
Tropeços do adverso,
avesso!
Manhãs pálidas,
dias calmos,
noites cálidas!
Queijos e vinhos,
calientes...
Madrugadas branquinhas,
palavras de vapor
alforriando sentimentos...
Graça Campos. 25/06/2013.
CAMPOS, Graça. Poema. INVERNO.

Creative Commons License

NOITE BRILHANTE


Primeiro, o chá da tarde, quentinho.
À noite, um caldo à moda, salpicado de carinho,
dá a impressão de alimento diferente,
antes nunca provado.


Engano puro!
O chá comum, o caldo caipira...
Tão requintado de saber e sabor indefiníveis!
E o frio se vai perdido nas conversas,
experiências narradas, sem cerimônia...


Coisas de ninho cheio,
Coisas de “ninho Vazio”?
Silêncio!
Saudades,
saudades!
Mas, eis que a lua cheia enluarada
entra em cena e, mensageira,
evidencia:


“Olha, que noite brilhante”!
Vê, oh, vida, das questões imprevisíveis...
Lembra Gibran em autoria, citando “ânsia da vida”?
" Vossos filhos não são vossos."..
Qual mãe o entenderia?



Novo silêncio!
O rigor da estação quer recompor a lágrima
que teima, escapa e rola e brilha e fala profundo:
Retoca a maquiagem e dá um riso!


Ah! Os passarinhos...
Crescem as asas, e, ensaiando voos,
Vão pelo mundo afora em busca de seus ninhos!




Graça Campos, 25/06/2013.



Creative Commons License

BELEZA SONHADORA




Vejo-te assim emoldurada,
Manhã encantada
Onde a fumaça esvoaça os pensares...
 
Vejo-te assim tão calma,
Leveza de alma
A percorrer a paisagem
no verde sereno a sombrear prateadas águas...
 
Tua mente colhedora observa, aprende, ensina
na divinal partilha natural,
naturalmente livre,
"Menina sonhadora,"
qual borboleta, teu universo vivo,
vive a poesia,
busca a cantiga
a regar o verso,
e a realidade do sonhar é prece
que a moldura expressa...
 


A tua face posso imaginar
serena e bela qual o teu olhar.
Olhar que fala!
 

O olhar fala...
O olhar cala...
Silêncio de mil palavras
Lavras...
 
 



Graça Campos, 18/07/2013
CAMPOS,,Graça. Poema. Beleza Sonhadora.
Meu poema para Karina, filha amada!
Foto: Arquivo Pessoal.
Creative Commons License