sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

ENCANTO DIVINAL





Indescritível sentimento
Confesso!

Nem sei se estou...
Sei que sou
Um manifesto!

Além, as águas delicadas
Em seus berços de pedras
Escorregam, deitadas!
Aqui, cascatas brandas,
Fluem a clorofila rendada...

Cheiro de santuário
Bromélias frescas, heras e esperas...
Na consciência,
a brisa reverencia as cores salpicadas!


Em mim, a devoção.
Em Lótus,
o encanto divinal!


Graça Campos, 08/01/2014.
CAMPOS, Graça. Poema. ENCANTO DIVINAL.



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário