terça-feira, 2 de setembro de 2014

SONHO Magnífico SONHO!





Magnífico! Sonho!
Sonho que me leva às nuvens,
e me preenche de paz!

E vou sonhando, deslizando nas relvas frescas do pensar ameno
brinco, viro criança que convida a brincar de roda
para que no sonho, a humanidade
dê as mãos, e lado a lado,
se olhe e veja no olhar do outro
o desejo de paz


Magnífico Sonho!
Sonho que  me leva às nuvens,
e  preenche-me  de paz!
Sonho que me traz à terra
E deslizando no frescor da relva  dá de beber das gotas delicadas 
Esperança a acariciar os leves pensamentos

Como criança que canta e brinca 
Balbuciando a fertilidade do sonhar,
Sonho a humanidade na Humana Idade de crescer  
Lado a lado, olho no olho.
Curvo-me perante a “NATUREZA HUMANA”
No olhar do outro, a imagem que solfeja
o desejo de paz,
nos olhos do mundo a lágrima seca dando passagem ao riso
salpicando aroma de união e fé...
Vejo no sonho, a crença nos resgates de um tempo perdido no meio do nada
e colho a maturidade na percepção, recolho folhas caídas,
apanho  o choro que se disfarçava em gargalhadas,
acordo as cordas que emudecidas,
esqueceram da canção da vida!
Silencio o rumor que quer ensurdecer os meus ouvidos
e a paisagem vai se espargindo
trazendo anjos e cestos, arminhos e pergaminhos...
Letreiros bordados registrando a busca e o encontro
dos seres que, humanos, Renomados, antes nem lembrados,
eram desclassificados...
À luz, o esplendor da força criadora que renova  a tudo!
Os espaços sonhados estão repletos de
SERES DE LUZ!


Graça Campos, 01/08/2014.





Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário