terça-feira, 21 de outubro de 2014

O beijo dos amantes


O beijo dos amantes passeia pelos corpos,
suspira, arrepia,
respira suor ardente
e vai
escorregando
pelo
pensamento...
Viaja ao infinito das  paisagens instigantes
de olhos cerrados em  veleiro à deriva,
luz de velas , propondo manjares...
 
O beijo, o beijo, o beijo não cessa.
Visita cenário envolvente,
atua fluente como água de rio ao encontro de mar
de amar, amar...
Beijos irreverentes, atrevidos
Olhos brilhantes,  estrelas flutuantes...
O beijo cala o silêncio,
 sussurra o grito
e traduz a linguagem sentida
boca a boca!
Incontido, não se deixa incomodar.
Vai pelo espaço sem fim em céu aberto
ao inconsciente dos corpos
dos amantes...
 Projeta esculturas no tempo
eternizando histórias!
Maria das Graças Araújo Campos, MG-Brasil
Graça Campos, 21/10/2014.
CAMPOS, Graça. Poema. O beijo dos amantes.

Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário