segunda-feira, 29 de junho de 2015

E no riso atual...

A verdadeira arte, acredito, transpõe a beleza e o encantamento dos momentos.
 Atrair olhares para contribuir com a conscientização do papel essencial do ser humano reflexivo, ativo e pacífico, enquanto artista é a minha mais aguçante meta."

E, no riso atual, o festejo e cantar
Persistência indígena, junto às forças do viver... 

Graça Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário