quarta-feira, 26 de agosto de 2015

CIO DA VIDA - SENDAS DO TEMPO



Cio da Vida, sendas do tempo!

Grandioso ciclo se expande em cada ser,
Cio da vida, desabrochar, deixar-se livre,
Renascer...
Nas pétalas, no cheiro, na alma, no amor,
Nas chuvas de bênçãos que regam de paz
Sereno do chão em forma de flor...
 
Bendita seja, manhã da vida!
Salve as quimeras nascidas...
À flor da idade,
Viçosa arde, doce ensejo de se mostrar.
Beleza e graça,
Flor do tempo!
Tessitura de luz,delicada paciência
Do despertar!
 
Gotas cristais orvalhadas
vão se juntando à sábia dose:
Maturidade!
Deixando vir sem mais malícias, se partir, pois que se faça!
Da infância até a velhice
Deslizam prantos e risos fartos,
Cenário misto de esplendor!


Passarinhada, e beija-flor, mil borboletas em multicor.
Contudo, a Flor Primeira
É primavera em qualquer fase.
  
E a vedete vem majestosa, sem documento nem preconceito,
Com a bagagem da sã coragem e se mistura em devaneios,
Deixando ao léu, os desencantos, tormentos tantos...


Trocando ideias, expõe os sonhos das madrugadas.
Mesmo que tímida, seja a princípio.
Na noite escura do sentimento, veda secura e açoites
Transpõe o velho, alcança forças.
Ressurge!
Dançam floridas, as moças vivas, perfumadas, aladas!
Valsam os príncipes, cavalheiros.
Valsam senhoras, e condoreiros,
Em romantismo, trocam olhares...
  
 
Brilham ao sol, brilham à lua, revigorando suas auroras
Cantam nas ruas e avenidas, colorem praças, jardins, veredas.
Dançam nos bosques e colhem favos de bem-querer
Fadas apanham flores de amoras...  

Suspiram rosas, girassóis, jasmins,
Vales de flores desprendem cheiro de alecrim
Sorrindo, a  brisa é puro hálito de hortelã,
Por entre campos de sempre-vivas, ipês altivos, flor de maçã!
E nos buquês em profusão,
Requinte em taças de fino olor,
Ergue-se um brinde a estação
Até que venha NOVA IDADE
Nas Sendas do tempo,  CIO DA VIDA,
Florescer...

Maria das Graças Araújo Campos.
POema. CIO DA VIDA SENDAS DO TEMPO.
24/08/2015. 
Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário