domingo, 20 de março de 2016

NO LIVRO DO OUTONO


No livro do Outono, passam- se folhas das folhas deslizando a paz, cantarolando roucas, as velhas cenas na memória, sábias, serenas, como falenas a bailar suspiros entre o crepúsculo, o crepitar em sonhos das manhãs da vida...
No Livro do Outono, a paisagem- mestra dá passagem aos corredores e tapetes farfalhando conversas do vento...
No livro do Outono, sem tempestade, a calmaria é plenitude da idade colorindo chão, estrelas que se doam em precisão.
No caminhar da natureza, vão surgindo pinturas, obras divinas,
em tons terra, solo colo que, ao acolher, abraça e beija as amadas filhas,
folhas borboletas que, um dia, à luz do sol,
se encheram de beleza e formosura, leves criaturas alvissareiras...
No Livro do Outono, a poesia faz e refaz, passo a passo,
o sentido da vida em laços de doação e, em recital aberto ao coração desperto, declama aos céus, e mar dos pensamentos,
a lição do nascer, nascer, nascer...
No Livro do Outono, entre um silenciar e outro, ouvem-se rimas perfeitas, musicais levitando em sonetos e, no alçar dos voos aos pares,
as asas da brandura são poemas livres em partitura clássica e majestosa da literatura.
No Livro do Outono, um ramo seco basta aos olhos que vagueiam a caça do entendimento, quando apenas um galho sem nenhuma peça,
fiel e missionário, dá o recado calado
e solfeja um hino de louvor à dança do vento.
Um corpo absolutamente nu veste as formas do tempo!
No Livro do Outono, os fachos dourados das tardes são lições do ocaso, senhora horas sagradas, convidando a coragem que sustenta a bendita estação.
No Livro do Outono, as páginas continuam tão seguras de si,
apenas sussurrando preces de gratidão!
Douradas, amareladas, ocre, terra queimada, secas, esmiuçadas,
bordadas acomodam-se e sonham...
Acordam princesas borboletas de jardins de primaveras sem fim...
Maria das Graças Araújo Campos. No Livro do Outono.
Graça Campos, 20/03/2016
Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário