quarta-feira, 27 de abril de 2016

DE REPENTE, UM(A) SELF






 Acredito na paz de verdade, 
aprendizado contínuo em busca do amor em sua essência.

 E o que é o amor senão amar?
 E o que é amar?

 A caridade é amor de amar sem restrições,
 a alegria, o sorriso de amar,
a paciência, amor pelo tempo,
a lágrima, o temporal interior.
A dúvida, questão da fé...
O respeito é o amor vestido da personagem à frente de qualquer eu...
O olhar do amor vê a coragem e a fragilidade humana se confrontarem a cada segundo das existências.
O Self do amor reflete a imagem do pensamento.
A fotografia do amor, infinita edição de mosaicos em outra pele...
E a certeza do amor é plenitude divina.


Graça Campos, 2016.







Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário