domingo, 8 de maio de 2016

Filhas de meu coração e alma e ventre!


Dedicado às minhas  filhas, eternos amores!
Filhas de meu coração e alma e ventre! 

Terno, 
um coração que a qualquer hora 
outrora e agora
dia e noite vigilante acordado
Batendo firme e forte
Em silêncio e grito
Constantemente em prece e rito
Aceso, 
vivo, a qualquer sinal 
Vidas de minha vida 
À terra emprestada
Filhas de meu coração, de alma e ventre,
Florzinhas do altar de nossa casa 
em cada ponto e canto 
os encantos, 
Encontros marcados, 
reencontros,
De filho (a) e mãe em cheiro, amor, e sonhos
Por tudo que é de mais sagrado,
Regadas com o mais forte amor

"flores" de meu coração materno!


Filhas de meu coração e alma e ventre
MARIA DAS GRAÇAS ARAÚJO CAMPOS, 08/05/2016. 
Filhas de meu coração e alma e ventre!

Dedicado à Karina, Luciana e Viviane, filhas, eternos amores!



Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário