quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ASAS...



Asas...
forças transparentes
aparente, frágeis...

sonhos indomáveis
companheiras afáveis,
de voos solenes,
fantasias de vozes clamantes
eternas  buscas...
 liberdade!





Graça Campos, 16/11/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário