quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

A Vila e as Estampas - A Natureza em mim..





A Vila e as Estampas - A Natureza em mim...

Sempre adorei a tal da chita. E, não é que a chita estava alí em 1968, (Lançamento do tecido Reps de 120 cm de largura, conhecido como “chitão”) em lindíssima estampa?
Não resisti à oportuna foto com o livro da Tecelagem - A História da Estamparia- que vi na estante do restaurante.
Vila de Biribiri – a Shangri-lá do Jequitinhonha – onde a imaginação inspira obras em cenário perfeito. A beleza se estende pela Serra do Espinhaço.
Em todo o parque, além da flora e fauna diversa, pinturas rupestres, irresistíveis cachoeiras refletem o encantamento dos visitantes e banhistas que, em cada mergulho, não hesitam em receber e registrar a energia que revigora a alma, fotografando momentos inesquecíveis de lazer nos incontáveis selfs e flashes.
Nascentes, cursos d'água escorrem sobre leitos pedregosos, sendo um deles, o Rio Biribirié, que moveu as turbinas da hidrelétrica geradora da força motriz da fábrica de tecidos;
Rio Pinheiros e diversos córregos, sendo os mais famosos o Sentinela e Cristais. A vegetação nativa encontra-se exuberante no cerrado, campos e matas de galeria.
A história da região teve início há milhões de anos e vestígios deste tempo podem ser encontrados tanto na formação geológica da Serra do Espinhaço, com paredões que lembram cenários da pré-história, quanto nas pinturas rupestres de, aproximadamente, 5.000 anos, deixadas por índios nômades que pescavam pela região.Tamanho encantamento permite repensar a gratidão, a observação e a contemplação, ao chamamento consciencial para a preservação de tanta vida, da natureza, além de todo a magia da “História” e suas riquezas incalculáveis já interpretadas em cenários, séries, novelas e filmes, tais como, Dança dos Bonecos, de Helvécio Raton; Xica da Siva, de Cacá Diegues; e A Hora e a vez de Augusto Matraga de Vinícius Coimbra.
Na TV a região chamou à atenção de roteiristas da novela “Irmãos Coragem” e do seriado “Rosa dos Rumos”. Certamente, continua a ser celeiro de poesias, contos, crônicas, enfim, de todo gênero literário e artístico.
Maria das Graças Araújo Campos (Graça Campos)
G Graça Araújo Campos
Fonte: Google.
Livro Da Estamparia.



Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário