quinta-feira, 2 de março de 2017

ALÉM DA PAISAGEM...




Viver à vista da “Pedra Afiada,”
ver além de avistar estrada,
campos, cascatas, águas encantadas...

Exercitar a visão e enxergar alturas
com parâmetros ousados, maiores que admirar,
muito além de olhar para cima...
Muito mais que aventuras, são conquistas qualificadas
Em conjunto, corpo e alma, treinando o amanhecer
dos dias enevoados sem usura, sem pudor, desnudar a mente,
conservando a compostura,  do bem à semente...
Plantar, colher nas alvuras das paisagens,
a magia do Espinhaço, pedaços de Mata Atlântica,
esplendorosa, rica natureza em diversidade.
Ouço a voz do majestoso, que, no embalo da vivência, clama:
Ai, consciência!
Pedras- leitos, rios de sentidos, arcaicos sons, em coro,
Inusitados tons, aos ouvidos, cantam origens idas e vindouras...

Águas-cancioneiros!
Vida, seleiro de poesias em prece- grito -silêncio,
brotando lavoisieras...
Meu coração em quimeras vai pintando poema-flor,
em versos de aurora, afins...
Quero a beleza das cenas, ver crescerem sonhos-lemas
em tradições de valores!
Quanta vida em nossas mãos! Vida humana, vida- flores,
Vida além dos precursores, com respeito e simbolismo,
IKEBANAS...

A montanha ecoa: Consciência, por favor, a quem pise esse chão,
“Itambeano”...
A resposta somos nós: Superação,
Preservação, Contemplação,
Gratidão!




Maria das Graças Araújo Campos.
Graça Campos, Santo Antônio do Itambé/MG/ Brasil
01/03/2017

  


Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário